Nova Prata, 22 de Agosto de 2019

Algumas considerações

Você já ouviu falar da Teoria do Louco, que vem sendo utilizada por Trump em relação à Coreia do Norte?
Essa teoria, supostamente elaborada por um ex-presidente americano, Richard Nixon, em um momento até parecido com o atual para fazer com que os países da Cortina de Ferro recuassem em alguns movimentos, pela crença que lhes era sugerida de que Nixon era um desequilibrado, um louco, capaz de tomar posições com um doido, tipo lançar um ataque nuclear contra um inimigo.
Muitas são as diferenças entre Trump e Nixon, especialmente que o primeiro realmente sabia o que estava fazendo, por conhecer a política de relações externas como poucos. Trump, porém, é um neófito, alguém que talvez esteja aplicando uma teoria que poderia vir a ser eficaz apenas de forma empírica, sem experiência suficiente para antever os resultados.
Do outro lado, aliás, o presidente norte-coreano também parece usar a mesma teoria, com frases de efeito e anúncios de que não tem medo do poderio americano. Portanto, podemos estar diante de dois loucos brincando de valentão de rua, tentando intimidar o adversário mostrando-se cada vez mais decidido a usar a força máxima, mais ou menos como um duelo entre dois carros, cada um em direção ao outro em alta velocidade, contando que o outro desvie. E se a espera pela desistência do outro acabar sendo frustrada?
Os americanos fizeram uma escolha arriscada ao colocar um jogador de pôquer na Casa Branca. Ele brinca de líder e enfrenta a tudo e a todos pelas redes sociais, parecendo uma criança mimada que não admite que ninguém brinque sem a ordem dele. Foi assim com os jogadores da NFL, com os da NBA e será com todos que não se agacharem para ele. Porém, com o gordinho pancada da Coreia do Norte será que o blefe vencerá?
Já ouvi muito que a IV Guerra Mundial será com paus e pedras, pois a III poderá ser tão devastadora que pouco haverá para ser usado como arma depois. E uma guerra absolutamente estúpida, pois, ao contrário da II, onde havia um inimigo da liberdade em plena ação, Kim Jong-un é apenas um boçal, cego por uma ideia de poder que não aguenta dois dias de bombardeios, embora vá causar estragos também.
Espero que realmente ambos sejam loucos apenas para o uso da teoria, não sendo capazes de ir tão longe ao ponto de destruir boa parte do mundo para mostrar que é mais macho que seu adversário, mas tenho sérias dúvidas de que, num dia monótono, um dos dois, sem nada para fazer, olhar para um botão vermelho em sua mesa e resolver apertá-lo, só para ver no que dá.
Aliás, se eles estiverem muito aflitos por apertar o botão vermelho, dou uma sugestão para alvo: 23L 193739.37618583 8251866.1068783. É a coordenada geográfica do Palácio do Planalto. Quem sabe o míssil sirva para alguma coisa!
Por hoje é isso!

Veja outros colunistas

Nossa casa

Cíntia Bettio

Cíntia Bettio

[ Leia mais ]

Nossa casa

Cíntia Bettio

Cíntia Bettio

[ Leia mais ]

Abuso sexual infantil

Aline Machado Larrosa

Aline Machado Larrosa

[ Leia mais ]