Nova Prata, 05 de Fevereiro de 2023

Nova Bassano, a imigração italiana e os laços de amizade

143 anos de Imigração Italiana no Rio Grande do Sul; 132 anos da chegada dos imigrantes em Nova Bassano; 60 anos do “Gemellaggio” entre Nova Bassano e Bassano del Grappa; 54 anos de Emancipação Política de Nova Bassano; algumas décadas (às vezes mais, às vezes menos) em que nos percebemos gente, dentro desta história tão ampla que nos envolve; uma existência na qual nos questionamos: o que fazer...? Por que ficar ou por que partir...? Para onde ir...? Onde quero chegar...?
Talvez as perguntas que há 143 anos aqueles homens e mulheres se faziam, sejam as mesmas que nós, ou que milhares de homens e mulheres em condições mais difíceis do que as nossas, ainda hoje se façam por esse mundo afora. Muitas vezes, é nas situações extremas da vida que o medo, a insegurança e o desespero se transformam em coragem, esperança e atitude. Deve ter sido isso que moveu aqueles italianos a deixar tudo para traz (tudo mesmo: lar, familiares, amigos, bens, lembranças, a sua história, o seu jeito de viver...) para enfrentar o desafio de cruzar um oceano de incertezas, em busca do sonho de uma vida melhor para si e para seus descendentes.
Dessa coragem e esperança nasceram famílias, comunidades, vilarejos e uma nova história, com novas possibilidades tanto para quem partiu, como para quem ficou.
Dessa história surgiu Nova Bassano, que este ano comemora seus 54 anos de emancipação, e tantos outros de crescimento e desenvolvimento, e que nunca esqueceu da sua história, tanto que há 60 anos selou laços de fraternidade com a cidade italiana que lhe deu origem, assinando em 1957 o “gemellaggio” mais antigo do Rio Grande do Sul.
Foram tantas as perguntas que moveram os imigrantes daqueles tempos e que movem os migrantes dos tempos atuais pelo mundo afora; são tantos questionamentos que nos fazemos a cada dia. As iniciativas tomadas no passado nos proporcionaram ser o que somos hoje. Que iniciativas nos cabe tomar hoje em dia para continuar ajudando a construir um futuro melhor para nós e para os que virão depois de nós?
Não esquecer de onde viemos e homenagear o que foi feito no passado em benefício do presente é o primeiro passo. Continuar fortalecendo laços de amizade, solidariedade e a identidade cultural que nos une, também são passos necessários.
Por isso, neste mês de maio, comemoremos os 143 anos da Imigração Italiana no Rio Grande do Sul e os 54 anos de Emancipação Política de Nova Bassano, e nos preparemos para no mês de julho comemorar os 60 anos do Gemellaggio entre Nova Bassano e Bassano del Grappa, acolhendo em nossa comunidade uma comitiva de italianos que estarão refazendo o caminho dos imigrantes, em busca do fortalecimento destes laços que nos unem, de amizade, fraternidade, solidariedade e humanidade, onde as mesmas perguntas continuam valendo: ... o que fazer? ... por que ficar ou partir? ... para onde ir? ... onde quero chegar?

Veja outros colunistas

Proteção de dados: direito fundamental do cidadão

Fabio Maciel Ferreira

Fabio Maciel Ferreira

[ Leia mais ]

Auxílio inclusão benefício disponível a pessoas com deficiência que recebem o BPC

Robinson Nardi

Robinson Nardi

[ Leia mais ]

A difícil arte de voluntariar-se

Guido Denipotti

Guido Denipotti

[ Leia mais ]