Nova Prata, 25 de Setembro de 2018

Clareamento dentário

Todos os dentes podem ser clareados, desde que estejam íntegros e sem muitas restaurações. É preciso fazer um alerta para quem possui restaurações e quer fazer o clareamento. Sempre há necessidade de troca ou retoque das restaurações antigas, já que elas não sofrem ação dos clareadores, e parecem mais escuras frente aos dentes clareados.
O clareamento melhora a qualidade de vida do paciente, pois ele se sente mais confiante com um sorriso mais bonito.
O clareamento já é recomendável para crianças a partir dos 10 anos. O clareamento dental é uma técnica simples: o gel oxidante penetra no esmalte e na dentina, liberando o oxigênio que quebra as moléculas dos pigmentos causadores das manchas, sem afetar a estrutura do dente. Se usados corretamente conforme orientação, os produtos usados no clareamento não promovem nenhum prejuízo à saúde. Não há desgaste do dente.
Os dentes podem ser clareados no consultório, onde o dentista inicialmente radiografa os dentes a serem clareados para avaliação e posteriormente protege a gengiva e aplica um agente oxidante forte. Em casa também é possível realizar o clareamento sob a orientação do dentista. O clareamento doméstico é seguro e eficaz, podendo resolver a maioria dos casos e é o mais utilizado.
Durante o clareamento deve-se:
-Manter uma boa higiene bucal.
-Evitar fumar, tomar café e bebidas de pigmentação ex: suco de beterraba, cenoura.
-Retirar a moldeira uma hora antes de comer e voltar a usar uma hora depois.
-Guardar a moldeira para manutenção da cor dos dentes no futuro.
-Observar diariamente no espelho a evolução do caso.
Para mais esclarecimentos procure um dentista.

Veja outros colunistas

Implante dentário: como higienizar

Reinaldo Zanotto

Reinaldo Zanotto

[ Leia mais ]

A morte do presidente

Cíntia Bettio

Cíntia Bettio

[ Leia mais ]

Sangramento gengival: um sinal de alerta para o corpo todo

Reinaldo Zanotto

Reinaldo Zanotto

[ Leia mais ]