Nova Prata, 25 de Setembro de 2018

BOTOX EM ODONTOLOGIA

A odontologia mudou muito ao longo dos anos deixando de curar apenas as dores físicas e funcionais do paciente para atender também a parte estética. Não é raro fazermos um clareamento ou uma reabilitação com prótese e o paciente continuar insatisfeito com sua aparência se deparando com um face marcada, lábios muitos pequenos ou assimetrias faciais, por exemplo.
Neste contexto, podemos lançar mão da toxina e outros preenchedores orofaciaias para proporcionar uma harmonia entre face e sorriso.
A toxina botulínica atua provocando um relaxamento temporário na musculatura, diminuindo sua contração. Ela age na ruga dinâmica, que é a ruga da mímica facial, deixando a face mais lisa e relaxada. Deste modo, melhoramos o contorno facial do paciente e suavizamos suas linhas de expressão. Também podemos corrigir assimetrias faciais e sorrisos gengivais promovendo uma melhora na sua aparência como um todo.
Além disso, ela é usada para fins terapêuticos tratando bruxismo e cefaléias tensionais pois o produto promove um relaxamento muscular, aliviando a tensão muscular e dor destes pacientes.
Sendo assim afirmamos que os benefícios da toxina em odontologia vão desde a melhora na qualidade de vida do paciente até um aumento da sua autoestima, uma vez que além de atenuar as dores musculares causadas por bruxismo e tensão muscular e melhora o contorno facial, combinando sorriso e face de forma harmônica e funcional.

Veja outros colunistas

Implante dentário: como higienizar

Reinaldo Zanotto

Reinaldo Zanotto

[ Leia mais ]

A morte do presidente

Cíntia Bettio

Cíntia Bettio

[ Leia mais ]

Sangramento gengival: um sinal de alerta para o corpo todo

Reinaldo Zanotto

Reinaldo Zanotto

[ Leia mais ]