Nova Prata, 22 de Outubro de 2018

Dinâmica eleitoral de 2018

A crise que se vivencia atualmente, não passa tão somente pelo aspecto econômico-financeiro de nossa Nação, mas sobremaneira, pelos princípios éticos e ideológicos do próprio ser humano.
-
Destaca-se neste viés, a crise política e a inversão de valores, onde os candidatos se orgulham de “ficha limpa” (uma vez que se encaixem neste quadro), quando ao bem da verdade, esta deveria ser uma obrigação moral de cada um que disputa um cargo eletivo.
-
Ao contrário de todas essas peculiaridades desfavoráveis, prefiro pensar através da dinâmica dos fatos, que a esperança que brota e rebrota em nossas crianças, jamais há de ser erradicada, pois pelo voto, o povo detém plenas condições democráticas de eleger aquele que entende como o melhor para o nosso Brasil.
-
Analogicamente, somos as velas e os mastros de uma caravela em alto mar, onde o voto, pode tanto nos guiar ao solo firme, quanto a navegar pelas indesejáveis agitações e tempestades.
-
Assim sendo, que a coerência e a certeza ideológica norteiem a votação que está por vir, haja vista que, sempre será melhor uma derrota consciente do que uma vitória injusta.
-
Viva o Brasil! Viva o Estado democrático de direito.

Veja outros colunistas

Ronco e dor? Sinais de que você precisa de um dentista

Reinaldo Zanotto

Reinaldo Zanotto

[ Leia mais ]

Aos mestres, com carinho

Cíntia Bettio

Cíntia Bettio

[ Leia mais ]

Algumas considerações

Sonia Reginato

Sonia Reginato

[ Leia mais ]