Nova Prata, 23 de Outubro de 2021

- em Entretenimento

Tradicionalistas pratenses são destaque estadual

Augusto Antoniolli, 2º Piá Farroupilha, e Ana Luísa Antoniolli, 2ª Prenda Juvenil
Augusto Antoniolli, 2º Piá Farroupilha, e Ana Luísa Antoniolli, 2ª Prenda Juvenil
Augusto Antoniolli, 2º Piá Farroupilha, e Ana Luísa Antoniolli, 2ª Prenda Juvenil /

O Centro de Tradições Gaúchas (CTG) Retorno à Querência, de Nova Prata, representando a 11ª Região Tradicionalista (RT), conquistou destaque estadual e compõe a gestão com Augusto Antoniolli, 2º Piá Farroupilha do Estado, e Ana Luísa Antoniolli, 2ª Prenda Juvenil do Rio Grande do Sul.


Na tarde do domingo, 12, aconteceu a posse das prendas e peões do Rio Grande do Sul, gestão 2021/2022, com a entrega das faixas e crachás em solenidade realizada no galpão crioulo do 35 CTG. O resultado foi previamente divulgado durante uma live, no fim da tarde do sábado, 11, diretamente da sede do Movimento Tradicionalista Gaúcho (MTG). Na oportunidade, os 18 novos representantes da juventude tradicionalista foram nomeados e puderam se deslocar à capital para a cerimônia de titulação. O evento aconteceu em Porto Alegre.

Depoimentos
“Para mim, esse título significa reconhecimento por tudo que fiz na minha caminhada tradicionalista desde os meus cinco anos. É o resultado de muito esforço, amor, dedicação e de tudo que foi desenvolvido em prol do tradicionalismo. A partir de agora, estou representando todas as crianças do nosso Estado. Essa responsabilidade deve ser exercida com muita humildade, respeito, empatia e acima de tudo com amor, mantendo a essência do gaúcho. Por isso, esse cargo é tão importante para mim, minha entidade, meu município e toda a região”, ressalta Augusto.


“Muito mais do que um título, essa faixa representa toda a dedicação e o amor pela cultura gaúcha. É importante que lutemos pelo que acreditamos e isso exige persistência, serenidade e muita força. Por isso, esse título significa esperança de um mundo melhor, com mais empatia, tolerância e respeito. Represento toda a juventude tradicionalista e isso me incentiva a continuar e a defender as causas que julgo importantes para construir uma sociedade mais humanitária. É com muito orgulho que hoje faço parte do Prendado Estadual, resultado de mais de dez anos de trabalho, dedicação e paixão pela tradição gaúcha”, enfatiza Ana Luísa.

01 Out. 2021, 14:49

VAGAS DE EMPREGO