Nova Prata, 20 de Julho de 2019

- em Entrevista

Você sabe para onde vai o lixo que gera?

Nova Prata
Cronograma de coleta de resíduos urbanos de Nova Prata
Cronograma de coleta de resíduos urbanos de Nova Prata /

Você já parou para pensar qual o destino final do lixo após o caminhão fazer o recolhimento? A redação do jornal Correio Livre conversou com Rogério Trevisan, Adagir e Idiana Ranzan e Gustavo Vilela, do Grupo Adeva, instalada em Nova Araçá e com escritório em Paraí.
Hoje, o Grupo atende cerca de 20 municípios, gerando emprego e renda de forma direta para mais de 160 famílias, possui seis unidades de triagem e uma unidade compostagem.
O Grupo avançou tecnologicamente nos últimos anos, implantando métodos e processos, qualificando os seus colaboradores e aperfeiçoando através de novas máquinas e equipamentos. Esse conjunto de ações transformou o Grupo Adeva em um dos mais preparados, equipados e completos no ramo de limpeza urbana no Rio Grande do Sul.
Atualmente, o Grupo trabalha com coleta orgânica e seletiva, transporte, triagem, transbordo, compostagem, transporte para destino final, destinação final dos resíduos e operação e manutenção de aterro sanitário, esse último no município de Lagoa Vermelha.
Todo o lixo recolhido é descarregado em um galpão.
- Embora exista a coleta seletiva do lixo, essa ação funcionaria se em todos os locais existissem lixeiras separadas para a colocação do lixo seco e orgânico e, principalmente, se houvesse a conscientização das pessoas, o que nem sempre acontece. A nossa obrigação como empresa de recolhimento é carregar todo lixo que esteja na lixeira, deixando a cidade limpa. Se cada pessoa tivesse a consciência de separar o lixo e colocá-lo na lixeira no dia destinado para o recolhimento, o trabalho da triagem seria facilitado e o percentual de material reciclado seria maior - explicam.
Também acompanhou a visita o auxiliar administrativo da Secretaria de Urbanismo, Ambiente e Mobilidade Urbana de Nova Prata, Luís Fernando Marcant. Desde 2011, a coleta é feita pelo Grupo Adeva. São coletadas atualmente uma média de 420 toneladas de resíduos por mês em Nova Prata. Mensalmente, só de vidros, são recolhidas 11 toneladas pela empresa.
Em média, cada cidadão pratense produz aproximadamente 500 gramas de lixo por dia.
Trabalham diretamente na coleta de resíduos em Nova Prata cerca de 12 funcionários.
Os resíduos coletados em Nova Prata são levados para uma central de triagem localizada em Nova Araçá, onde os recicláveis são devidamente separados de acordo com as características. Na central de triagem trabalham diretamente cerca de 30 funcionários.
Aproximadamente 18% do total de resíduos coletados são reciclados. O restante, rejeitos, é encaminhado para aterro sanitário localizado em Victor Graeff.
A coleta é feita diariamente conforme cronograma. Na área rural do Município, a coleta é feita de 15 em 15 dias.
Na segunda e na última quinta-feira de cada mês, o recolhimento de móveis e eletrodomésticos é feito através de prévio agendamento junto à Secretária de Urbanismo, Ambiente e Mobilidade Urbana.
Resíduos de construção civil não são coletados pelo Município. Os geradores devem encaminhar para aterros devidamente licenciados. Resíduos industriais também são de responsabilidade destes.
Pilhas, baterias, lâmpadas fluorescentes e pneus, entre outros, fazem parte do sistema de logística reversa e devem ser destinados de maneira que retornem aos seus respectivos fabricantes, conforme estabelecido em lei.
Conforme relata Luís Fernando, os principais problemas enfrentados são os descartes irregulares em estradas do interior e terrenos baldios, móveis sem agendamento, resíduos mal-acondicionados e dispostos em desacordo com o cronograma.

Eles também falam da limpeza que é realizada nos locais de trabalho.
- A cada 15 dias, uma equipe especializada realiza o trabalho de dedetização, evitando assim a presença de moscas e roedores. Cerca de 30 minutos antes do término do expediente diário, as equipes param as atividades que estão desempenhando e realizam a limpeza do local. Manter limpo e em conformidade com a legislação é uma preocupação muito presente - ressaltam.
Os representantes do Grupo explicam que em setembro do ano passado iniciaram o sistema de compostagem de material orgânico. Hoje, existem quatro células, três delas com o processo de fermentação concluído.
- Nós que desenvolvemos a máquina para realizar a aeração forçada. Depois desse processo, o material está pronto para ser comercializado - destacam.
Após a visita em Nova Araçá, a redação do jornal Correio Livre foi até Paraí conhecer o pavilhão onde está localizado o escritório da empresa e é realizado o processo final.
- O pavilhão que possui 1.800 m² realiza a separação final do lixo, a prensagem do material e a comercialização de todo o material que chega até esse processo e se tivesse mais, conseguiríamos vender também. Recolhemos 2.500 toneladas de lixo por mês e conseguimos recuperar 500 toneladas. Já na compostagem, estimamos mais 200 toneladas, chegando a um total de material recuperado de cerca de 700 toneladas. O restante vai para o aterro sanitário. Muitas pessoas nem imaginam todo o processo que é realizado desde que o lixo é colocado na lixeira - finalizam.

Galeria de Imagens
Reciclagem Adeva / Reciclagem Serrana
Reciclagem Adeva / Reciclagem Serrana
Luís Fernando Marcant, do setor de Meio Ambiente de Nova Prata; Rogério Trevisan, sócio; Adagir Ranzan, gerente operacional; Idiana Ranzan, sócia; e Gustavo Vilela, gerente administrativo e comercial. Evandro Casagrande e Willian Ranzan, que não estão na foto, também são sócios da empresa
Luís Fernando Marcant, do setor de Meio Ambiente de Nova Prata; Rogério Trevisan, sócio; Adagir Ranzan, gerente operacional; Idiana Ranzan, sócia; e Gustavo Vilela, gerente administrativo e comercial. Evandro Casagrande e Willian Ranzan, que não estão na foto, também são sócios da empresa
Reciclagem Adeva / Reciclagem Serrana
Reciclagem Adeva / Reciclagem Serrana
Reciclagem Adeva / Reciclagem Serrana
Reciclagem Adeva / Reciclagem Serrana
Reciclagem Adeva / Reciclagem Serrana
Reciclagem Adeva / Reciclagem Serrana
Reciclagem Adeva / Reciclagem Serrana
Reciclagem Adeva / Reciclagem Serrana
Reciclagem Adeva / Reciclagem Serrana
Reciclagem Adeva / Reciclagem Serrana
Reciclagem Adeva / Reciclagem Serrana
Reciclagem Adeva / Reciclagem Serrana

18 Jul. 2019, 15:05

Parque da Imigração Italiana: um olhar para a origem

18 Jul. 2019, 15:05

Uma ponte de 1945...