Nova Prata, 16 de Julho de 2020

- em Especiais

Dia do Médico - 18 de outubro

Especial Dia do Médico
divulgação
divulgação

18 de outubro, se comemora o Dia do Médico, uma das profissões mais antigas e importantes do mundo, visto que são eles que possuem a responsabilidade de fazer o possível para que vidas sejam salvas. Existem vários registros de civilizações antigas, até mesmo antes de Cristo, onde os indivíduos já faziam práticas para tentar curar as pessoas e essa é somente uma das muitas curiosidades sobre essa profissão, que se dedica à restauração e manutenção da saúde.


Conheça algumas curiosidades sobre essa profissão
Você sabia que no término da faculdade, o médico precisa prestar o Juramento de Hipócrates, que é o “pai da medicina”. Nesse juramento, é necessário que se faça uma promessa: “prometo que, ao exercer a arte de curar, me mostrarei sempre fiel aos preceitos da honestidade, da caridade e da ciência. Penetrando no interior dos lares, meus olhos serão cegos e minha língua calará os segredos que me forem revelados, o que terei como preceito de honra. Nunca me servirei da minha profissão para corromper os costumes ou favorecer o crime. Se eu cumprir este juramento com fidelidade, goze eu, a minha vida e a minha arte de boa reputação entre os homens e para sempre. Se dele me afastar ou infringí-lo, suceda-me o contrário”.
Outra curiosidade é que até o século XIX havia um alto índice de mortalidade infantil e a resolução das moléstias era significativamente baixa, pois as condições de saúde, diagnósticos e higiene eram insuficientes. Só a partir do final do século XIX e começo do século XX foram criadas mais especializações dentro da medicina e a pediatria foi uma delas. O reconhecimento dessa profissão teve momentos difíceis, pois muitos indivíduos não acreditavam que era necessária a criação de uma medicina para os adultos e outra para as crianças. Somente em 1951, a Sociedade Brasileira de Pediatria se nacionalizou.
E quando os hospitais surgiram? Os pesquisadores acreditam que em 4.000 a.C os gregos já tinham lugares especiais para tratar pessoas doentes. Esses lugares eram mais parecidos com templos, onde também eram feitas orações e pedidos de cura aos deuses. De acordo com a história, o primeiro hospital formal foi construído no século 5 a.C, no Sri Lanka.
Os dados sobre a medicina brasileira também são interessantes. No Brasil, apenas quatro especialidades médicas representam 38,4% da totalidade de especialistas no Brasil. São elas: clínica médica (11,2 %), pediatria (10,3%), cirurgia geral (8,9%) e ginecologia e obstetrícia (8%). Urologia é a especialidade mais procurada pelos homens brasileiros e dermatologia pelas mulheres.
A ortopedia também tem as suas histórias curiosas. Durante a Segunda Guerra Mundial, o jovem médico russo Gavril Abramovitch Ilizarov em 1943, com milhares de soldados com graves lesões, conseguiu criar um tratamento que é até hoje utilizado por ortopedistas. Trata-se de um aparato capaz de ajudar na cura de lesões externas e no alongamento de ossos.
O transporte rápido de pacientes, principalmente se tratando de casos graves, é fundamental para que o tratamento seja iniciado da forma mais imediata possível. Mas quando as ambulâncias foram criadas? Elas foram projetadas em 1792, pelo barão Dominique Jean Larrey, médico de Napoleão Bonaparte, com o objetivo de retirar os soldados feridos das áreas de confronto.
Por fim, é curioso pensar também qual sexo é a maioria entre os médicos brasileiros. Diante de estudos realizados, observa-se que os homens brasileiros ainda são maioria entre os médicos, com 54,4% no total. Entretanto, pesquisas mostram que as mulheres estão cada vez mais optando por seguirem essa profissão, já que em 1970 representavam 15,8% do total de médicos e, atualmente, ocupam 45,6%. Vale ressaltar também que entre os médicos jovens, o sexo feminino predomina e que em 18 especialidades elas também são maioria.

12 Jun. 2020, 10:59

Dia dos Namorados

12 Jun. 2020, 10:59

Seis razões para comemorar o Dia dos Namorados em tempos de pandemia