Nova Prata, 01 de Agosto de 2021

- em Geral

Momento do autismo

O dia 18 de junho é dedicado ao Dia do Orgulho Autista.

Dia do Orgulho autista - uma iniciativa do grupo Aspies for Freedom, dos Estados Unidos - é uma celebração da neurodiversidade de pessoas do espectro do autismo, anualmente, todo 18 de junho. O Orgulho Autista reconhece o potencial inato em todas as pessoas, incluindo aquelas no espectro do autismo

No Brasil, o Plenário do Senado decidiu por unanimidade, em sessão remota deliberativa em 18/06/2020, há um ano, que o dia 18 de junho será destinado à comemoração do Dia Nacional do Orgulho Autista. O projeto que deu origem é de autoria do senador Romário.

Em sua justificativa, Romário assim se pronunciou: “Precisamos de algo que marque a nossa nacionalidade, o autista brasileiro. Ter um dia no ano dedicado a determinado assunto tem demonstrado não apenas mobilização da comunidade em torno do tema, mas providências relacionadas à conscientização e ações que perduram por semanas ou meses, envolvendo a sociedade diretamente e sempre trazendo algo pertinente à realidade nacional”.

Nas palavras do Senador Eduardo Gomes, “O que falta às pessoas com espectro autista é um reconhecimento mais vigoroso por parte da sociedade e do poder público no sentido de que se insiram efetivamente no seio da vida comunitária e na atividade produtiva, a fim de que conquistem a liberdade plena de agir e de conviver a sua autonomia e independência. Para tanto, torna-se fundamental lutar contra qualquer forma de preconceito, que, felizmente, mas aos poucos, tem perdido muito de sua intensidade, graças ao trabalho das associações que congregam pessoas com deficiência, seus pais e seus amigos e do Parlamento brasileiro, ao estabelecer um permanente fórum de discussão e de legislar acerca de tais questões”.

Fonte: Agência Senado

 

O que você tem com isso?

O que a sociedade desconhece, a tendência é fazer pré-julgamento. É resistir a conviver e até a aceitar a diversidade. Seja cultural, moral ou comportamental. As pessoas que desenvolvem o transtorno autista foram por muitos anos, consideradas doentes. O TEA interfere apenas no comportamento e que não caracteriza doença.

Mais do que comemorar, o dia 18 de junho é de conscientização e respeito àqueles e àquelas que foram escolhidas para serem especiais em sua forma de agir e interagir. Reconhecer que o autismo apresenta condições e características que trazem desafios e que nos ensina nova forma de enxergar o amor e de amar. A data busca normalizar a neurodiversidade, ou seja, o reconhecimento de que o funcionamento cerebral de algumas pessoas é diferente do que é considerado típico ou normal. Apenas tornar a sociedade mais inclusiva.

Fonte: Redação Fenajufe (2020)
Iniciativa: Instituto Círculo TEAmo, de Nova Prata.

13 Jul. 2021, 16:50

Alea: conheça a história desta empresa ousada