Nova Prata, 22 de Novembro de 2019

- em Segurança Pública

Delegada Liliane Pasternak Kramm sobre o possível atentado contra uma escola de Nova Prata

Na sexta-feira, 29, a redação do Jornal Correio Livre, sempre buscando divulgar a informação de fato, conversou com a delegada Liliane Pasternak Kramm sobre o possível atentado contra uma escola de Nova Prata.
CL ENTREVISTA: delegada Liliane Pasternak Kramm
CL ENTREVISTA: delegada Liliane Pasternak Kramm /

Conforme a delegada, na noite da quinta-feira, 28, um aluno, de 18 anos, procurou a direção do Instituto Tiradentes, por sentir-se constrangido, pois em seu círculo de amizade havia boatos de que seria ele o responsável pelo vídeo com ameaças que circulou em redes sociais. Essas suspeitas surgiram levando em consideração algumas postagens de conteúdos negativos que foram divulgadas anteriormente pelo jovem em seu perfil.
A direção do educandário chamou a Brigada Militar (BM) que encontrava-se em frente à escola e a mesma acionou a Polícia Civil (PC). Ele foi conduzido à Delegacia de Polícia (DP) para prestar depoimento e colocou-se à disposição para investigação. Ele esteve acompanhado por familiares. “O material apreendido, computador e celular, será periciado, mas está praticamente descartado que ele seja o envolvido. O vídeo sobre o suposto ataque, Fake News ou verídico, continua sendo investigado pela Polícia”, destacou Liliane.

///// Alerta sobre notícias falsas \\\\\
A delegada enfatizou que o vídeo feito por um morador em frente ao Instituto Tiradentes, que circulou em redes sociais e foi divulgado por um veículo de comunicação, terá a autoria investigada, assim como áudios e mensagens falsas informando que o jovem teria uma arma e fugido do local.